Etiquetas

, , , ,

O magistrado analisa decisão do STF e diz que “não somos uma sociedade de castas”

a-agencia-brasil

Brasília – O juiz federal Sérgio Moro participa da palestra Democracia, Corrupção e Justiça: diálogos para um país melhor, no Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), campus Asa Norte (José Cruz/Agência Brasil)

BC, SC, Brasil.- O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, disse hoje (6) que a decisão de ontem do Supremo Tribunal Federal, que manteve o entendimento da Corte sobre a possibilidade da decretação de prisão de condenados após julgamento em segunda instância, significa que “não somos uma sociedade de castas”.

A declaração de Moro foi divulgada por meio de nota. “Com o julgamento de ontem, o Supremo, com respeito à minoria vencida, decidiu que não somos uma sociedade de castas e que, mesmo crimes cometidos por poderosos, encontrarão uma resposta na justiça criminal. Somos uma democracia, afinal”.

Em uma decisão tomada por seis votos a cinco, o STF manteve o entendimento do próprio tribunal sobre a possibilidade de decretar a prisão de condenados após julgamento em segunda instância. Os ministros analisaram uma ação do Partido Nacional Ecológico (PEN) e outra do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Cabe assinalar que a informação foi facilitada no dia 6 de outubro pela Agência Brasil (EBC).