Etiquetas

,

Senado aprova indicação de Oficial de Inteligência e será novo diretor-geral da ABIN

CRE - Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional

Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) realiza sabatina de Janér Tesch Hosken Alvarenga, indicado para diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Mesa: indicado para diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Janér Tesch Hosken Alvarenga; presidente da CRE, senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) Foto: Wlademir Barreto/Agência Senado

Brasília DF / BC, SC, Brasil.-  O Oficial de Inteligência Janér Tesch Hosken Alvarenga teve sua indicação aprovada pelo Senado Federal e será o novo diretor-geral da ABIN.  O nome do atual diretor de Inteligência Estratégica da Agência foi indicado, em junho, pelo presidente interino Michel Temer para a direção da Inteligência Federal.

Janér Tesch foi sabatinado no início da tarde de ontem – 17 de agosto – pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). Entre os assuntos indagados pelos senadores estiveram a atuação de Contraterrorismo da ABIN, a capacitação dos profissionais de Inteligência e o desenvolvimento de recursos tecnológicos.

A comissão aprovou a indicação por 12 votos a 1. O parecer da comissão seguiu ao plenário do Senado onde foi votado no mesmo dia. A indicação foi aprovada por 43 votos favoráveis e recebeu 3 votos contrários e uma abstenção.

Carreira

Janér Tesch tem 32 anos de carreira na Inteligência e ocupava o cargo de diretor do Departamento de Inteligência Estratégica (DIE) da ABIN. Desempenhou funções de assessoramento e de direção no Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSIPR) por mais de sete anos e foi superintendente estadual da ABIN em Goiás e em Pernambuco. No exterior, atuou como adido de Inteligência na Colômbia.