Etiquetas

,

ABIN, Defesa e PF sensibilizam profissionais sobre ameaças terroristas contra as Olimpíadas

Iniciativa capacita profissionais que trabalharão nos Jogos Olímpicos a detectarem no seu dia a dia indícios de ação terrorista. Série de atividades já passou por Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília

A Foto ABINBC, SC, Brasil.- A ABIN, o Ministério da Defesa e a Polícia Federal estão realizando uma série de encontros de sensibilização sobre ameaças terroristas contra os Jogos Olímpicos com profissionais que atuarão na competição.

A iniciativa é denominada Estágio de Percepção da Ameaça Terrorista (EPAT). O foco é capacitar profissionais de segurança pública, voluntários e prestadores de serviços – em áreas de hotelaria e transportes públicos – a identificarem indícios de preparação de atos terroristas.

Segundo a informação divulgada pela Agência de Inteligência Nacional (ABIN) o evento já foi realizado em São Paulo/SP (18 e 19 de fevereiro), Rio de Janeiro/RJ (23 e 24 de fevereiro) e Brasília/DF (1º e 2 de março).

Orientações práticas

O EPAT compreende um ciclo de palestras sobre temas como noções de terrorismo contemporâneo, estrutura de segurança para os Jogos Olímpicos e ações a serem adotadas diante de ações suspeitas.

O coordenador-geral de Análise do Terrorismo (CGAT) da ABIN, oficial de Inteligência José Carlos Martins da Cunha, explica que a apresentação da Agência busca dar ao público informações práticas sobre como agir diante de situações de risco.

“Alguns exemplos de situações para as quais as pessoas precisam estar atentas são malas esquecidas em áreas públicas, carros desconhecidos estacionados durante longos períodos em locais de grande circulação e comportamentos suspeitos de pessoas que demonstram alto nível de ansiedade”, explica o coordenador-geral.

Próximas etapas

Diz ABIN qie, as apresentações da ABIN também abrangem temas como características dos principais grupos terroristas internacionais e estudo de caso. As informações auxiliam o público a compreender melhor como agem os terroristas ao planejarem e executarem um atentado.