A Foto PF

BC, SC, Brasil.-  A Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Militar do Rio de Janeiro, prendeu no sábado (23) o líder do tráfico de drogas e de armas da Favela do Lixo, no município de Cabo Frio, em el Estado de Rio de Janeiro.

Segundo com nota da PF, o traficante teve o seu carro abordado pelos policiais na RJ-124 (Via Lagos) sentido Rio de Janeiro, na altura de Rio Bonito, logo após o pedágio. O acusado que tinha mandados de prisão pelos crimes de tráfico de drogas e homicídio expedidos pela Justiça Estadual de Cabo Frio foi identificado e preso pela equipe sem reagir.

Maconha em Natal

Por outro lado, a Polícia Federal prendeu em flagrante no último sábado (23/1) cinco homens que transportavam cerca de 100 kg de maconha, na Zona Norte de Natal. Duas menores também faziam parte do grupo criminoso e foram apreendidas.

A ação ocorreu quando os policiais investigavam a informação de que criminosos estariam se associando para a prática do tráfico de drogas no bairro de Lagoa Azul, onde era intensa a movimentação de veículos suspeitos, principalmente, nas proximidades do terminal de ônibus.

Segundo nota do 25 de janeiro da PF, quando chegaram ao local, os policiais se dividiram em equipes e passaram a acompanhar a movimentação dos acusados. Pouco tempo depois, um automóvel que tomou o rumo da BR 406. O veículo foi seguido e, após percorrer alguns quilômetros, foi abordado. No interior do veículo foram encontrados 75 quilos de maconha.

Enquanto isso, outra equipe seguia um táxi que transitava pela Av. Boa Sorte. O motorista, ao ser abordado, conduzia duas adolescentes como passageiras e, no banco traseiro, sem nenhuma preocupação em ocultá-la, estava a maconha: 24 quilos.

Outros três homens acusados de repassarem a droga apreendida, tanto no primeiro veículo, quanto no táxi, e que também estavam sendo acompanhados pela PF, foram presos nas imediações do Conjunto Cidade Satélite. Ao serem abordados, tentaram fugir e colidiram um dos carros contra a viatura policial.

Diz a Agência da PF, autuados pelo crime de tráfico interestadual de drogas, os cinco acusados, todos com antecedentes criminais, permanecem sob custódia na sede da PF, á disposição da Justiça, enquanto que as duas menores foram encaminhadas à Polícia Civil.