Etiquetas

,

A Foto GVTBC, SC, Brasil.- A “empresa” de telefonia GVT promete entre muitos serviços uma Internet de 15 Mbps. Infelizmente, de acordo com comprovações, em determinadas regiões isto fica muito longe de serem assim, como eles prometem nos contratos assinados com os usuários desta “empresa”. A velocidade, durante a maioria do dia fica num 50, 40, 30, 10 ou 5% do contratado e anunciado publicidades mediáticas.

Os usuários, quando reclamam do paupérrimo serviço, são manipulados por os operadores do atendimento ao “cliente”, demorado e quase insultado, em sua inteligência.

Sandro Mura, de frenteSandro Mura, de frenteA Foto Luján Frank Maraschio Diffusion                              Sandro Mura, de frente, funcinario da GVT

Quando a empresa envia funcionários técnicos nas residências, eles se arrogam o arbitrário direito de “mal tratar” a os clientes, como já foi comprovado em procedimentos em Balneário Camboriú, SC, Brasil.

Cabe assinalar que, estas praticas da Global Village Telecom (GVT), foram denunciadas na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), ainda não foram tomadas as providencias, para punir e sanar as injurias que prejudicam aos sofridos “clientes”, surgidos dos atos do “ardil comercial” da empresa (impune até o momento).

Nas imagens, medições feitas e dos funcionários técnicos da GVT, entre eles Sandro Mura.

A Foto GVT -

A Foto GVT - -

A Foto Luján Frank Maraschio Diffusion