Etiquetas

,

Foto Polícia Federal do Brasil. -

Cuiabá, MT / BC, SC, Brasil. – A Polícia Federal deflagrou no dia 25 novembro a oitava fase da operação Ararath, para desarticular um braço da organização criminosa responsável por ocultar das autoridades o dinheiro público desviado e sustentar o luxuoso padrão de vida mantido pelos investigados, em Mato Grosso.

Segundo nota da PF, foram cumpridos 5 mandados de busca e apreensão e 7 de condução coercitiva nas cidades de Cuiabá (MT) e Chapada dos Guimarães (MT), com manifestação favorável do Ministério Público Federal.

Foi constatado que os integrantes da organização criminosa utilizaram de engenhoso esquema para ocultar a origem e a natureza de recursos obtidos com atividades ilegais, mediante a contratação e pagamento de empréstimos fraudulentos, aquisição de bens e investimento em empresas com a utilização de interpostas pessoas físicas e jurídicas (“laranjas”).

Servidores públicos estaduais e pessoas da confiança de um dos investigados foram atraídos para realização de operações imobiliárias, pagamentos de despesas, fraudes documentais, circulação de altos valores em espécie, simulações contratuais e até mesmo “compra” de reportagens em meios de comunicação para favorecer os interesses do grupo criminoso.

De acordo com nota da Agência de Noticias da PF, os responsáveis responderão por lavagem de dinheiro e por organizações criminosas.