Etiquetas

, ,

Foto PF Brasil

Foto PF Brasil

Caxias do Sul, RS / BC, SC, Brasil.- A Polícia Federal e a Receita Federal deflagram na manhã de 10 de novembro, a segunda fase da Operação Zaqueu, para desarticular grupo criminoso especializado no desvio de recursos destinados ao pagamento de tributos, no Rio Grande do Sul.

Segundo nota da Agência de Noticias da PF, policiais federais e servidores da Receita Federal cumprem quatro mandados de busca e apreensão em Caxias do Sul, Campo Bom e Sapiranga, além de ordem de sequestro de um posto de combustíveis em Campo Bom.

Os envolvidos responderão, em tese, pelos crimes de furto qualificado, falsificação e uso de documentos públicos e particulares, organização criminosa, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

Primeira fase

A PF, em conjunto com a Receita Federal, deflagrou em 24 de fevereiro a Operação Zaqueu, com o objetivo é desarticular um grupo criminoso especializado no desvio de recursos destinados ao pagamento de tributos no Rio Grande do Sul. Os desvios, identificados inicialmente em apenas uma empresa, são de cerca de R$ 10 milhões.

Foram cumpridos 19 mandados judiciais, sendo 2 de prisão, 5 de condução coercitiva, 12 de busca e apreensão e ordens de sequestro de 7 automóveis e 91 imóveis, em Caxias do Sul, Porto Alegre e Curitibanos – SC. Pelo menos 50 policiais federais e 10 servidores da Receita Federal participam da operação.

Os envolvidos responderão, pelos crimes de furto qualificado, falsificação e uso de documentos públicos e particulares, organização criminosa, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e evasão de divisas.