Etiquetas

,

Federais combatem fraudes à licitação em três Estados Brasileiros

Foto Polícia Federal do Brasil

Foto Polícia Federal do Brasil

Aracaju, SE / BC, SC, Brasil.- A Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria-Geral da União, deflagrou na manhã de hoje (5) a Operação Acesso Negado, com o objetivo de reprimir os crimes de peculato, fraude à licitação e associação criminosa em vários estados brasileiros. O prejuízo ao erário pode passar dos R$ 6 milhões.

Segundo nota da PF, cerca de 70 policiais federais cumpriram 11 mandados de prisão temporária e 17 mandados de busca e apreensão nas cidades de Aracaju/SE, Salvador/BA, Feira de Santana/BA, Juazeiro/BA, Vitória da Conquista/BA e Petrolina/PE.

O trabalho investigativo iniciou após verificação de irregularidades na contratação de uma OSCIP – Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público – pelo Município de Canindé do São Francisco, no Estado de Sergipe. Há indícios de superfaturamento, utilização de ‘laranjas’, não prestação efetiva do serviço contratado, dentre outras irregularidades. Figuram entre os alvos empresários e advogados.

Diz a informação oficial que, a Operação Acesso Negado tem estreita ligação com a Operação Infecto, deflagrada pela Polícia Federal no Estado da Bahia, também na data de hoje.