Etiquetas

,

Foto FBI  -BC, SC, Brasil.- O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, de 83 anos, foi extraditado para os Estados Unidos nesta terça-feira (3) pela Justiça da Suíça. Segundo as autoridades suíças, o cartola foi acompanhado até o Aeroporto de Zurique por dois agentes das forças de segurança e colocado em um voo para Nova York. Envolvido em um esquema de corrupção na Federação Internacional de Futebol (Fifa), Marin estava preso na metrópole suíça desde o fim de maio passado.

O FBI acusa Marin de ter cometido extorsão, fraude e lavagem de dinheiro em contratos para a transmissão televisiva de torneios nacionais, como a Copa do Brasil, e sul-americanos, como a Copa América. O ex-presidente da CBF entrou na mira da polícia federal norte-americana porque teria usado o sistema bancário dos EUA para receber propinas.

Marin ficará à disposição para interrogatórios até o fim desta semana e depois será transferido para o regime de prisão domiciliar em seu apartamento na Quinta Avenida, em Manhattan. Ele só poderá deixar a residência com permissão do FBI.

Cabe assinalar que a informação foi facilitada pela Agência Brasil (EBC), no dia 3 de novembro.