Etiquetas

, ,

Ex-presidente da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas é preso por suspeita de corrupção

 Reunião do Conselho de Segurança da ONU. Foto: ONU/Paulo Filgueiras


Foto: ONU/Paulo Filgueiras

BC, SC, Brasil.- O ex-presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), o diplomata John Ashe, de Antigua e Barbuda, no Caribe, foi preso nesta terça-feira (6), em Nova York, sob a acusação de ter recebido mais de US$ 500 mil em propinas, em uma transação para a construção de um centro de conferências da ONU em Macau, na China.

O diplomata de Antigua e Barbuda presidiu a assembleia da ONU em 2013 e 2014 e, de acordo com a operação conduzida pela Procuradoria Federal do Distrito Sul de Nova York, além da propina recebida na transação em Macau, Ashe também teria recebido cerca de US$ 800 mil de empresários chineses que tinham interesse em vencer licitações na China.

Cabe assinalar que a informação, em idioma português, foi divulgada pela Agência Brasil (EBC), no dia 7 de outubro.

Vídeo em idioma espanhol