Submarino 0

A organização solicita ações baseadas na filosofia de Mahatma Gandhi da não violência

A FOTO ONU  - -Rio de Janeiro.- Em tempos dramáticos e perigosos, o vice-secretário-geral das Nações Unidas, Jan Eliasson, apelou à comunidade internacional para reafirmar o poder e o potencial de provocar mudanças através de meios pacíficos, seguindo a filosofia de Mahatma Gandhi, líder que inspirou o Dia Internacional da Não Violência (2 de outubro).

“A resposta à violência é, muitas vezes, mais violência quando, na verdade, são necessárias a reconciliação e o diálogo”, disse Eliasson em um evento especial para a ocasião, realizada na sede da ONU em Nova York.

Ele pediu que a comunidade internacional adote os valores fundamentais consagrados por Gandhi: paixão, compaixão e crença na dignidade e no valor igual de todos os seres humanos.

Jan Eliasson lembrou o alerta de Gandhi de que “olho por olho, o mundo acabará cego”.

O Dia Internacional, marcado anualmente no aniversário de nascimento de Gandhi, comemora sua filosofia e táticas da não violência, adotadas por líderes de todo o mundo. A data especial foi estabelecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas como uma ocasião para “difundir a mensagem da não violência, incluindo por meio da educação e conscientização pública”, e tem sido observada anualmente desde 2007.

A histórica “Marcha do Sal”, ou “Satyagraha do sal”, promovida por Gandhi contra a tributação colonial injusta, bem como suas demais ações de resistência não violenta inspiraram mudanças em diversos países – da Geórgia à África do Sul, da Irlanda do Norte aos Estados Unidos –, disse Eliasson.

O evento deste ano é particularmente relevante dado o ressurgimento do extremismo e do sectarismo em algumas partes do mundo, disse o vice-chefe da ONU. Ele acrescentou que muitas minorias encontram-se sob ataque, com milhares de pessoas sendo deslocadas pelos conflitos em curso.

“Devemos abraçar a não violência e as soluções pacíficas como o caminho para transformações sustentáveis e equitativas das sociedades”, disse Eliasson.

“Neste Dia Internacional da Não Violência, comemoramos a filosofia de Mahatma Gandhi, que por meio de seu exemplo provou que os protestos pacíficos poderiam realizar muito mais do que a agressão militar”.

“Os princípios consagrados na Declaração Universal dos Direitos Humanos, adotada em 1948, o ano da morte de Gandhi, devem muito a suas crenças”.

“Neste momento de aumento da violência sectária e a destruição arbitrária de sítios e patrimônios culturais, é oportuno recordar o chamado de Gandhi para a paz e a reconciliação, bem como sua advertência de que “olho por olho o mundo acabará cego”.

“Temos de promover uma cultura de paz, construída por meio do diálogo e do entendimento, para vivermos juntos em harmonia, respeitando e celebrando a rica diversidade da humanidade”.

“Não há maior ferramenta do que a educação para ampliar a dignidade humana, promover uma cultura de não violência e construir a paz duradoura. Por meio da educação, podemos criar novas formas de viver uns com os outros e com o planeta”.

“A educação pode também lançar as bases para o desenvolvimento de novas formas de cidadania global e solidariedade, tão essenciais no mundo de hoje”.

“Neste dia, eu convoco todas as pessoas para combater as forças da intolerância, avançar a cidadania global e forjar a solidariedade humana com base na filosofia de Mahatma Gandhi da não violência.”

“A violência é a arma dos fracos”

Retratos em vídeo de Senegal, República Tcheca, Brasil, Estados Unidos, Romênia, Turquia para celebrar o Dia Internacional da Não Violência.

Em datas específicas, o Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC) e a equipe do “7 Bilhões de Outros” trabalham juntas para divulgar mensagens no maior número de línguas possível. Elas comunicam medos, sonhos, sofrimentos e esperanças dos cidadãos de todo o mundo.

Cabe dizer que, a informação, em idioma português, foi divulgada no dia 2 de outubro pela ONU Brasil.

Leia a mensagem do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para o Dia Internacional da Não Violência 2014. A data é marcada anualmente em 2 de outubro.

Brian 0