STARLINE 0

São soltos em ‘boas condições’ nas colinas de Golã

Os 45 integrantes da UNDOF, todos de Fiji, haviam sido detidos há duas semanas por elementos armados da oposição síria.

Patrulha da UNDOF nas Colinas do Golã. Foto: ONU/Wolfgang Grebien

Patrulha da UNDOF nas Colinas do Golã. Foto: ONU/Wolfgang Grebien

Rio de Janeiro.- As Nações Unidas anunciaram nesta quinta-feira (11) que os 45 membros fijianos das forças de paz da Organização que haviam sido detidos nas colinas de Golã foram libertados e estão em boas condições, diz uma nota da organização publicada, em idioma português, no dia 11 de setembro, pela ONU Brasil.

Os soldados de paz, que servem na Força das Nações Unidas na região (UNDOF), foram detidos há duas semanas por elementos armados da oposição síria nas proximidades de Al Qunaytirah, em meio à crescente luta na área entre as forças governamentais da Síria e os grupos armados.

A ONU disse em nota divulgada à imprensa que os nacionais de Fiji, um pequeno país insular da Oceania, foram entregues para a UNDOF às 14h30, hora local. Todas os 45 integrantes das forças de paz estão em “boas condições” e vão passar por avaliação médica, informou a Organização.

A UNDOF monitora um acordo de paz de 1974 entre a Síria e Israel, após a guerra de 1973. Em junho, o Conselho de Segurança da ONU estendeu o mandato da missão até 31 de dezembro de 2014.

Até 31 de julho de 2014, havia 1.223 soldados de paz de seis países na missão – Fiji, Índia, Irlanda, Nepal, Holanda e Filipinas.

Best 0