Etiquetas

, ,

Cidade de Bengazi, na Líbia. Foto: UNSMIL/Iason Athanasiadis

Cidade de Bengazi, na Líbia. Foto: UNSMIL/Iason Athanasiadis

Rio de Janeiro.- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta segunda-feira (14) a suspensão dos recentes confrontos na Líbia e exortou todas as partes envolvidas a abster-se da violência para atingir seus objetivos políticos.

Descreve nota do 14 de julho que pesados combates neste domingo (13) entre milícias rivais disputando o controle do principal aeroporto da Líbia, em Trípoli, deixaram pelo menos sete mortos e forçaram a interrupção dos voos no pior conflito na capital Líbia em seis meses.

O país do Norte africano, que vem passando por uma transição democrática desde a derrubada do ex-líder Muamar Kadafi, em 2011, vem testemunhando recentes tensões políticas, que têm causado a morte de muitos civis.

“O secretário-geral da ONU acredita que tais ações prejudicam os sacrifícios que tantos líbios têm feito desde o inicio da revolução, com o objetivo de criar um Estado novo baseado no Estado de Direito. Ele reitera a necessidade urgente de diálogo entre todas as partes envolvidas no país para chegar a um acordo de forma pacífica e levar adiante o processo de transição política”, declarou.

A Missão de Apoio da ONU na Líbia (UNSMIL) também pediu, neste domingo (13), a cessação de hostilidades em várias partes do país. Além disso, exortou as autoridades líbias, as forças políticas e grupos armados a dar um fim ao sofrimento dos civis.