Etiquetas

, , ,

Copa do Mundo de Futebol 2014

Imagem da Agência de Noticias da Polícia Federal (PF) do Brasil.

Imagem da Agência de Noticias da Polícia Federal (PF) do Brasil.

Brasília/DF – A Polícia Federal inaugura, na segunda-feira 9 de junho, às 8h30, o Centro de Cooperação Internacional – CCPI. O evento é um momento único que reuniu cerca de 220 policiais do mundo todo, com seus respectivos uniformes operacionais, na segurança da Copa do Mundo 2014.

Cabe dizer que, a informação foi distribuída pela área de Comunicação Social da Superintendência de Polícia Federal no Distrito Federal do Brasil.

Segundo a nota oficial da PF, a sala de operações que foi inaugurada é a única do gênero que abrigará forças estrangeiras. A ideia é unir todas as polícias dos 31 países participantes, mais cinco outras nações convidadas, além de três organismos internacionais (ONU, INTERPOL e AMERIPOL). Todos vão cooperar na segurança do evento de futebol, em intercâmbio direto de informações. Pela cooperação internacional, a PF já possui banco de dados de exploradores sexuais de menores, torcedores violentos e criminosos de todo o planeta.

Diz a PF que, em média, cada delegação dos países participantes trará ao Brasil sete integrantes. Quatro desses policiais viajarão com seu respectivo time e trabalharão uniformizados nos estádios onde suas seleções se apresentarão. Esses oficiais estrangeiros de campo conhecem suas respectivas torcidas e poderão auxiliar com ações estratégicas de pronta intervenção. Contudo, eles não portarão armas, atuando em conjunto com as forças nacionais de segurança pública.

Outros três integrantes das comitivas de cada país ficarão sediados no CCPI, em Brasília, compartilhando seus acessos a bancos de dados e visualizando, por meio de câmeras, todos os estádios e deslocamentos de suas seleções, em um vídeo wall, com telões gigantes. Todos os integrantes fixos trabalharão no mesmo espaço do CCPI, em constante intercâmbio.