Etiquetas

, , , , ,

Lançamento global reunirá autoridades, sociedade civil e famosos em grande show em Salvador.

O símbolo da campanha. Foto: UNAIDS

O símbolo da campanha. Foto: UNAIDS

Rio de Janeiro.- O Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV/AIDS (UNAIDS), em parceria com o Fundo de Populações das Nações Unidas (UNFPA), o Governo da Bahia, a Prefeitura de Salvador e o Ministério da Saúde – lançará no dia 9 de junho, das 9 às 12h a campanha Proteja o Gol, utilizando o poder de união do futebol para mobilizar os jovens na prevenção à AIDS. O evento será no Teatro Castro Alves.

Artistas, autoridades nacionais e globais, ativistas e personalidades unirão suas vozes em apoio à campanha em uma solenidade que será conduzida pelo diretor executivo do UNAIDS e secretário-geral adjunto das Nações Unidas, Michel Sidibé, e pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro – tendo como anfitriões o governador do Estado da Bahia, Jaques Wagner, e o prefeito da cidade de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto.

O evento também contará com a participação de Kweku e Ndaba Mandela, netos do líder sul-africano e prêmio Nobel da Paz Nelson Mandela, porta-vozes da campanha. A celebração será finalizada com um show de Mari Antunes e Babado Novo, e participação da Escola Olodum.

A campanha conta ainda com o apoio de celebridades do futebol como o jogador da seleção brasileira David Luiz; o ex-capitão da seleção alemã Michael Ballack; e o atacante Gervinho, da Costa do Marfim.

Campanha Proteja o Gol une continentes na luta contra a aids

Para simbolizar a união de dois continentes, uma bola da campanha partiu da África do Sul – país que sediou a Copa do Mundo da FIFA de 2010 – rumo a todos os países africanos classificados para a Copa do Brasil.

A turnê iniciou-se em março, quando o presidente Jacob Zuma, da África do Sul, assinou a bola-símbolo da campanha no Estádio de Soccer City em Soweto, Joanesburgo, durante o amistoso entre o Brasil e a África do Sul. A bola foi então assinada pelos chefes de Estado da Argélia, Camarões, Costa do Marfim, Gana e Nigéria.

A campanha mobilizou lideranças em países como Argentina, Equador, Guatemala, Honduras, Irã, Malásia, Mianmar e Uruguai, entre outros. O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, assinou a bola Proteja o Gol durante a reunião do Conselho de Diretores Executivos das Nações Unidas.

Na última sexta-feira (30/5), a presidenta Michele Bachelet, do Chile, e o presidente Juan Manuel Santos, da Colômbia, também autografaram a bola.

PROTEJA O GOL

A campanha Proteja o Gol é liderada pelo UNAIDS e visa a mobilizar os jovens e os fãs de futebol na resposta à aids. A campanha promove a visão de zero nova infecção por HIV, zero discriminação e zero morte relacionada à aids.

Com a parceria fundamental dos governos estaduais e das municipalidades, a campanha irá distribuir mais de 2 milhões de preservativos e 2 milhões de folhetos informativos nas 12 cidades-sede da Copa, além de disponibilizar testes rápidos gratuitos em unidades móveis nos “Fan Fests”.

Além das cidades-sede, também aderiram à campanha outras cidades como Aracaju, Porto Seguro, Ribeirão Preto e Santos. As escolas do estado da Bahia também participam.

Proteja o Gol é fruto de uma parceria entre o UNAIDS, UNFPA, o Ministério da Saúde, a Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República, o Ministério da Saúde, o Governo da Bahia e a Prefeitura de Salvador. A campanha também conta com o apoio da Embaixada da França, da Fundação AmfAR, da Editora Abril, da Universidade UNIJORGE, da Escola Paulista de Propaganda e Marketing (ESPM) e da Escola Olodum.