C 16 Foto PNUMABrasília, Brasil.- Vamos cuidar do nosso destino? Este é o convite da edição 2014 da campanha global Passaporte Verde, que utiliza o apelo emocional de turismo e viagens para incentivar consumidores e empresários a optar por práticas mais sustentáveis.

De acordo com nota de PNUMA, do dia 27 de maio, Iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), em parceria com os ministérios do Meio Ambiente, Esportes, Turismo e Desenvolvimento Social e Combate à Fome, a campanha é parte integrante das ações de sustentabilidade do governo brasileiro para a Copa do Mundo da FIFA 2014. A ação foi apresentada nesta terça-feira (27), em Brasília, durante a exposição do governo federal do balanço das ações de sustentabilidade para o evento.

“O Passaporte Verde está firmemente ancorado no objetivo global do PNUMA em acelerar uma mudança voltada para o consumo e produção sustentáveis. Esperamos que a campanha aumente a consciência do consumidor quanto ao seu potencial em contribuir para o desenvolvimento sustentável por meio de escolhas responsáveis, ao mesmo tempo que estimula os setores produtivos a oferecerem produtos e serviços alinhados com esse objetivo”, afirma o subsecretário-geral da ONU e diretor executivo do PNUMA, Achim Steiner.

Em construção desde outubro de 2012, quando se tornou um dos projetos prioritários do acordo de cooperação assinado entre PNUMA e ministérios do Meio Ambiente e Esportes para a Copa do Mundo, a campanha Passaporte Verde se tornou parte integrante das ações de sustentabilidade do governo brasileiro para o evento, sendo institucionalizada pela Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Em 2014, o Ministério do Turismo aderiu ao acordo entre PNUMA e demais ministérios, reconhecendo a importância da campanha para a consolidação do turismo responsável no Brasil.

“O Passaporte Verde traz o termo sustentabilidade para o cidadão comum. Ele possibilita um novo formato de turismo sustentável, ao permitir que todos possam mudar o comportamento com atitudes simples durante as viagens”, afirmou a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, durante a o balanço das ações de sustentabilidade do governo federal para a Copa do Mundo, que também contou com a presença do ministro de Esportes, Aldo Rebelo, do ministro do Turismo, Vinícius Lages, e da ministra de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.

Passaporte Verde 2014

C 16 Foto PNUMA

“Aproveitamos o ensejo da Copa do Mundo para lançar a nova edição do Passaporte Verde no Brasil. É uma grande vitrine para iniciar a campanha. A mudança nos padrões de consumo e produção é uma responsabilidade de todos e deve ser construída coletivamente a longo prazo”, pontua a representante do PNUMA no Brasil, Denise Hamú.

Com o novo slogan global “Cuide do seu destino”, a campanha Passaporte Verde, criada em 2008, volta renovada como uma plataforma online de comunicação, com portal interativo, aplicativo móvel e forte presença nas mídias sociais. A campanha também ganhou uma nova marca, desenvolvida pelo escritório do PNUMA no Brasil e que será usada globalmente pelo programa ambiental da ONU. É a primeira vez que uma identidade visual criada no País ganha alcance mundial pelo PNUMA.

Consumo

Com ênfase no consumo consciente, a campanha apresenta instrumentos de informação para subsidiar escolhas responsáveis durante viagens de lazer e negócios.

Além de dicas de sustentabilidade, a campanha conta com os “Roteiros Passaporte Verde”. São sessenta opções de passeios, a partir de cada uma das doze cidades-sede da Copa do Mundo da FIFA 2014, que estimulam o viajante a optar por práticas mais sustentáveis, como deslocamento em transporte público e a experiência da culinária local. O turista também poderá recomendar, usando critérios sustentáveis, estabelecimentos comprometidos com a campanha.

Produção

Ao desenvolver atividades voltadas para a produção sustentável, a campanha envolve também empresários do turismo nacional. Entre os destaques, estão as Jornadas da Sustentabilidade – workshop de engajamento em práticas de ecoeficiência para hotéis, bares e restaurantes que será realizado em cinco cidades-sede (Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo); e o Compromisso Passaporte Verde – uma ferramenta online na qual estabelecimentos poderão se comprometer com boas práticas de produção e serviços, por meio de uma auto avaliação para conhecer o nível de sustentabilidade do seu estabelecimento.

Ao aderir ao Passaporte Verde, os estabelecimentos ficam disponíveis para consultas online dos consumidores via website e aplicativo.

Sobre o Passaporte Verde

Criada em 2008, a campanha Passaporte Verde surgiu como uma parceria do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), os ministérios do Meio Ambiente e do Turismo do Brasil, o Ministério Francês do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e outros parceiros.

Atualmente, com disseminação em diversos países como Brasil, Costa Rica, Equador, África do Sul e Coreia do Sul, a campanha já é referência internacional em disseminação de informações sobre turismo sustentável.

A edição de 2014, no Brasil, conta com o apoio do Ministério do Meio Ambiente, Ministério do Turismo, Ministério do Esporte e Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

A campanha também conta com a parceria do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), OIT (Organização Internacional do Trabalho), UNAIDS (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids), UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime) e a FAS (Fundação Amazonas Sustentável). Os workshops Jornadas da Sustentabilidade, parte integrante da campanha, são realizados com patrocínio do Itaú Unibanco e apoio da BRAZTOA (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo).

Saiba mais em www.passaporteverde.org.br

Sobre o PNUMA

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) é a principal autoridade global em meio ambiente e a agência do Sistema das Nações Unidas responsável por promover a conservação do meio ambiente, o desenvolvimento sustentável e o uso eficiente de recursos.

Criado em 1972, o PNUMA tem entre seus objetivos fomentar o desenvolvimento sustentável; manter o meio ambiente global sob constante monitoramento; alertar sobre ameaças ao meio ambiente; e disseminar práticas que promovam a qualidade de vida sem comprometer os recursos e serviços ambientais para as gerações futuras.