Etiquetas

, , ,

Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Rick Bajornas.

Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Rick Bajornas.

Rio de Janeiro, Brasil.- O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, reiterou, neste domingo (25), seu repúdio a todas as formas de racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância, após um tiroteio no Museu Judeu de Bruxelas ter deixado dois israelenses e um cidadão francês mortos no sábado (24).

Ban também enviou seus pêsames às famílias das vítimas e desejou uma rápida melhora aos feridos no atentado.

Autoridades belgas ainda procuram pelos atiradores. Apesar do local do ataque, ainda não houve confirmação de que as motivações do criminoso tenham sido de fato antissemitas.

Em apoio às autoridades belgas, o chefe da ONU disse acreditar que “todo o possível será feito para levar o autor ou autores do crime à justiça”.

Cabe assinalar que a informação foi traduzida em idioma português e divulgada no dia 26 de maio pela ONU Brasil.