Etiquetas

, , , , ,

 

Ban e Putin no Kremlin, em Moscou. Foto: ONU/Eskinder Debebe.

Ban e Putin no Kremlin, em Moscou. Foto: ONU/Eskinder Debebe.

Rio de Janeiro, Brasil.- O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon,  se reuniu nesta quinta-feira (20) com o presidente russo, Vladimir Putin, e enfatizou a necessidade de acabar com a tensão  entre a Rússia e a Ucrânia, e restaurar a “relação fraternal” entre os dois países, segundo nota divulgada no dia 20 pela ONU Brasil.

É claro que estamos em uma encruzilhada. Vou continuar cumprindo meu dever de secretário-geral da ONU e engajar [no diálogo] todas as partes relevantes. Devemos empregar todas as ferramentas diplomáticas possíveis à nossa disposição para resolver esta crise, que tem graves implicações políticas e econômicas”,disse Ban à imprensa, logo após o encontro no Kremlin.

Depois de uma “reunião muito produtiva e construtiva” com o presidente Putin, Ban falou sobre a posição indiscutível da Rússia no cenário internacional. “Como membro permanente do Conselho de Segurança, a Rússia é crucial para a manutenção da paz e da segurança internacionais – especialmente nesta região”.  O secretário-geral disse também que “o presidente Putin tem sido um dos parceiros mais importantes das Nações Unidas e um líder internacional que, várias vezes, se mostrou a favor da resolução de disputas internacionais no âmbito da Carta das Nações Unidas.”

Durante a reunião, Ban exortou todas as partes a “abster-se de quaisquer ações precipitadas ou provocativas que podem agravar ainda mais uma situação já muito tensa e volátil.”

O secretário-geral continuará sua missão diplomática e irá para Kiev, onde se reunirá com o presidente interino, Oleksandr Turchynov,  e o primeiro-ministro da Ucrânia,  Arseniy Yatsenyuk .