Etiquetas

, ,

José Luiz Jaborandy Júnior. Foto ONU.

José Luiz Jaborandy Júnior. Foto ONU.

Rio de Janeiro, Brasil.- O general brasileiro José Luiz Jaborandy Júnior, indicado pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para assumir o cargo de comandante da Força da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH), disse nesta quinta-feira (13) à Rádio ONU que vê com naturalidade a redução das tropas no país caribenho.

Já temos essa missão há dez anos no Haiti, temos bons indicadores de que o Haiti tem atingido e recobrado a sua maturidade como país e deve ter o direito de conduzir o seu próprio destino”, declarou em sua primeira entrevista após o anúncio de Ban.

O general disse que, apesar do preocupante atraso nas eleições, a Força de Paz está se preparando para garantir a normalidade institucional, mesmo com contingente reduzido. O povo haitiano deve ir às urnas ainda este ano. “Com os pés no presente e a cabeça, a mente no futuro [o Haiti] saberá conduzir de forma bastante pacífica e democrática esse processo eleitoral que é tão importante para o presente e o futuro do Haiti.”

Jaborandy substituirá o também brasileiro general Edson Leal Pujol, há um ano no cargo, no sábado (15).

Cabe assinalar que a informação foi traduzida e divulgada pela ONU Brasil no dia 14 de março.

Para ouvir a entrevista.