Etiquetas

, , , , ,

Conselho de Segurança da ONU. Foto: ONU/JC McIlwaine (arquivo)

Conselho de Segurança da ONU. Foto: ONU/JC McIlwaine (arquivo)

Rio de Janeiro, Brasil.- O Conselho de Segurança da ONU prorrogou nesta quarta-feira (5) por mais 13 meses o mandato do painel de especialistas que atuam nas sanções da ONU impostas à Coreia do Norte por conta dos testes de armas nucleares.

Cabe assinalar que a informação foi divulgada pelas Nações Unidas no dia 6 de março.

As sanções foram impostas à Coreia do Norte pelo órgão da ONU pela primeira vez após os testes nucleares em 2006 e 2009, incluindo a proibição da importação de tecnologia nuclear e de mísseis.

As sanções se tornaram mais rígidas em janeiro de 2013, depois que o país teria lançado um foguete de longo alcance a partir de sua costa oeste, e depois novamente em março 2013 após mais um teste nuclear.

O Conselho criou o painel de especialistas em 2009 para ajudar o comitê, que tem a tarefa de monitorar as sanções.

Na resolução aprovada nesta quarta-feira por unanimidade, o Conselho prorrogou o mandato do painel até o dia 5 de abril de 2015, pedindo a todos os Estados, órgãos pertinentes das Nações Unidas e outras partes interessadas a “cooperar plenamente com a comissão e os especialistas”.

A resolução também definiu uma série de prazos para que o painel de especialistas entreguem relatórios, tanto à comissão quanto ao Conselho, com o seu relatório final estando previsto para até 5 de março de 2015.