Etiquetas

, , , , , ,

 

Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão. Foto: CNJ

Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão. Foto: CNJ

Rio de Janeiro.- O relator especial das Nações Unidas contra a Tortura, Juan Méndez, comentou sobre o caso da penitenciária de Pedrinhas, no Maranhão, em entrevista à Rádio ONU na semana passada.

Como parte de seu trabalho, o relator especial da ONU já avaliou muitas cenas de morte e outros crimes entre os presos, mas o caso de Pedrinhas lhe chamou a atenção.

Este é um problema não somente do Brasil mas generalizado em vários países da América Latina. Com isto não quero dizer que todas as prisões sejam assim, há prisões decentes, mas têm muitas, especialmente no Brasil, onde as autoridades perderam o controle do que acontece lá dentro, tornando-se cúmplices da situação”, disse o especialista independente da ONU em entrevista exclusiva à Rádio ONU em espanhol.

Um vídeo que circula na Internet mostra os presos jogando com os corpos decapitados de outros detentos. O episódio preocupou Méndez, que entrou em contato com as autoridades brasileiras para discutir o tema.

Comemoro o fato de que o governo agiu neste assunto e transferiu os detentos para presídios federais”, afirmou Méndez.

Cabe assinalar que a informação foi traduzida e divulgada pela ONU no Brasil, nas últimas horas.