Etiquetas

, ,

 

Crédito da foto: Vancouver Film School/Creative Commons

Crédito da foto: Vancouver Film School/Creative Commons

Rio de Janeiro, Brasil.- Uma nova recomendação de padrão de áudio foi anunciada nesta segunda-feira (2) pela União Internacional de Telecomunicações (UIT). A agência da ONU afirma que as mudanças vão marcar uma nova geração, “imersivo” e “personalizada”, para rádio e televisão.

Cabe assinalar que a informação foi traduzida e divulgada pela ONU Brasil no dia 3 de dezembro.

O som é parte essencial na experiência televisiva, já que a qualidade da percepção do som realça a imagem na tela. Uma série de novas técnicas foram desenvolvidas e vão intensificar a experiência sonora, levando-a para um novo nível, permitindo também que os telespectadores a personalizem.

Depois dos canais 5.1, com cinco alto-falantes no nível dos ouvidos em torno do público e um subwoofer de baixa frequência, agora o grupo de estudos da UIT estabeleceu um sistema de áudio com sensação de imersão, uma vez que a audiência estará envolta no som que traça a fonte da faixa de áudio tanto lateral quanto verticalmente em toda a tela.

Nesta nova abordagem, o som pode ser entregue por mais canais de áudio que podem ser renderizados para o uso de alto-falantes adicionais ou por elementos dinamicamente renderizados nos alto-falantes já existentes.

O novo áudio pode ser usado no sistema estéreo e 5.1 ou ser aproveitado de forma mais envolvente com alto-falantes adicionais, incluindo caixas em níveis mais elevados. A chave para o novo sistema é que os canais de entrega e elementos sonoros estão completamente descritos por rotulagem de metadados que conduz a renderização e a reprodução.

O novo padrão vai ser disponibilizado para UHDTV, HDTV e SDTV, assim como para rádio, CD e pacotes de mídia e possibilita um ambiente onde o usuário pode interagir com o receptor para criar um cenário sonoro que deseja.

A recomendação de “Sistema de Som Avançado para Produção de Programas” está sendo submetido aos Estados-membros da UIT e representantes do setor para adoção conjunta e aprovação de procedimentos.