Representante Especial Martin Kobler. Foto: ONU/Bikem Ekberzade

Representante Especial Martin Kobler. Foto: ONU/Bikem Ekberzade

Rio de Janeiro, Brasil.- O principal funcionário das Nações Unidas no Iraque condenou nesta sexta-feira (12) “nos mais fortes termos” um ataque mortal contra devotos em uma mesquita na província de Diyala, apelando para a “convivência pacífica” entre todos os grupos da região.

De acordo com relatos da imprensa, pelo menos sete pessoas morreram e 25 ficaram feridos na frente de uma mesquita muçulmana sunita, com o ataque ocorrendo enquanto devotos realizavam orações da sexta na cidade de Kanaan, em Diyala.

Nesta mesma região, uma onda crescente de ataques por militantes islâmicos sunitas têm ocorrido contra muçulmanos xiitas.

Esses atos brutais de violência, particularmente em áreas tão sensíveis, não comprometem a crença verdadeira e profunda na coexistência pacífica entre as pessoas de Diyala”, disse o Representante Especial do Secretário-Geral Ban Ki-moon para o Iraque, Martin Kobler, em um comunicado.

Ele lamentou as perdas e enviou condolências às famílias das vítimas, bem como rápida melhora aos feridos.

Cabe assinalar que a versão, no idioma português, foi divulgada pela onu Brasil no día 12 de abril.