B6 Foto ONU Brasil.-  .Rio de Janeiro, Brasil.- A pesquisa da ONU “Meu Mundo”, maior campanha da história das Nações Unidas, permite que pessoas de todo o mundo votem nas questões que  acreditem ser prioritárias e que devem ser enfrentadas pelos líderes mundiais. A iniciativa pretende aproveitar o impulso dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e combater os desafios que vão além de 2015, prazo final para o cumprimento dos ODM.

Cabe assinalar que, a informação, em idioma português, foi publicada no 14 de março pela ONU Brasil.

A campanha foi lançada nesta semana, mas, durante um período inicial de implantação, milhares de pessoas de 189 países já votaram e elegeram a educação como prioridade na melhoria de suas vidas. Governos honestos e sensíveis, saúde, água, saneamento, emprego e segurança alimentar também foram considerados grandes prioridades.

Os votos podem ser enviados online e em alguns países por telefone celular ou através de cédulas. Os resultados da pesquisa serão compartilhados pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pelo seu Painel de Alto Nível sobre a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015 e pelos  líderes mundiais.

Jogadora brasileira Marta participa de mobilização

No relatório do Painel que será apresentado em maio, também serão ouvidas opiniões de todo o Sistema das Nações Unidas e fora dele, incluindo consultas mundiais e opiniões de acadêmicos, das empresas e da comunidade científica.

Nosso objetivo deve ser um único, uma agenda global coerente que pode ser tão bem-sucedida em inspirar e mobilizar as pessoas como os ODM têm sido”, observou Ban Ki-moon em declaração na terça-feira (12) para a reunião do bloco de países em desenvolvimento conhecido como o Grupo dos 77 e a China. B6 Foto ONU -

A iniciativa é uma parceria da ONU com a Fundação World Wide Web e o Instituto de Desenvolvimento Internacional e conta com o apoio de parceiros em todo o planeta.

A atriz e ativista humanitária norte-americana Mia Farrow, a jogadora de futebol brasileira Marta Vieira da Silva, o corredor queniano Paul Tergat e o ator e produtor indiano Aamir Khan juntaram-se aos esforços de mobilização para aumentar a participação do público na pesquisa.

Para saber mais sobre a campanha