B5 Foto ONU Brasil -  ....Rio de Janeiro, Brasil.- O câncer é a segunda maior causa de mortes em Cuba. Estima-se que 21 mil pessoas morram por ano na ilha por causa da doença. Em resposta, o país seguiu as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e colocou um prática um plano nacional abrangente para prevenir e combater a doença, além de investir em biotecnologia.

È preciso dizer que a informação foi traduzida e divulgada pela ONU Brasil, no dia 8 de março.

O plano é apoiado por um sistema forte de atenção primária à saúde, que permite ao médico ver seus pacientes regularmente e detectar os problemas de saúde em um estágio inicial. Pacientes com suspeitas de câncer são encaminhados a centros especializados para o diagnóstico e tratamento adequado.

Mesmo em tempos de dificuldades econômicas, o Governo cubano se manteve constante em seu apoio político e financeiro para a biotecnologia. Como resultado, estão conquistas como a primeira vacina para o tratamento terapêutico de câncer de pulmão, registrada em 2008 pelo Centro de Imunologia Molecular de Havana. Uma segunda vacina contra o mesmo tipo de câncer foi patenteada no início de 2013.

Nos últimos 20 anos foram investidos cerca de 1 bilhão de dólares em pesquisa e desenvolvimento. Hoje, a indústria de biotecnologia cubana detém cerca de 1,2 mil patentes internacionais e comercializa produtos farmacêuticos e vacinas em mais de 50 países. As exportações estão aumentando e geram receitas anuais de centenas de milhões de dólares.