B5 Foto OIT BrasilGENEBRA. – O Conselho de Administração da Organização Internacional do Trabalho (OIT) começa sua reunião no dia 6 de março com o objetivo de discutir, entre outros temas, a maneira com a qual o emprego e as políticas sociais podem contribuir para uma recuperação coordenada da crise mundial.

É preciso dizer que a informação, traduzida à idioma português, foi divulgada pelo escritório da OIT no brasil.

A reunião, que será realizada entre 6 e 28 de março, analisará os direitos fundamentais no trabalho, as questões relativas à proteção social, os enfoques em matéria de cooperação técnica e as atividades setoriais em todo o mundo. Os delegados examinarão também maneira de promover o emprego pleno e produtivo como um objetivo explícito da agenda mundial para o desenvolvimento pós-2015.

Em 22 de março, dois convidados especiais falarão durante a seção de alto nível do Conselho de Administração: Martin Schulz, Presidente do Parlamento Europeu, e Deepak Nayyaar, Professor de Economia da Jawaharlal Nehru University, de Nova Déli.

O Conselho de Administração é o órgão executivo da OIT. Reúne-se três vezes por ano, em março, junho e novembro, e toma decisões sobre a política da OIT, a ordem do dia da Conferência Internacional do Trabalho e o planejamento do Programa e Orçamento antes de sua apresentação à Conferência.

O Conselho é composto por 56 membros titulares (28 de Governos, 14 de Empregadores e 14 de Trabalhadores) e por 66 membros adjuntos (28 de Governos, 19 de Empregadores e 19 de Trabalhadores). Dez dos postos governamentais estão reservados aos membros de maior importância industrial (Alemanha, Brasil, China, Estados Unidos, França, Índia, Itália, Japão, Reino Unido e Federação Russa). Os demais membros governamentais são eleitos pela Conferência a cada período de três anos.