B5 Foto ONU Brasil.               -Rio de Janeiro, Brasil.- A comunidade internacional deve agir com unidade para alcançar uma solução política e acabar com o sofrimento na Síria, disseram neste sábado (2) o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, e o Representante Especial Conjunto da ONU e da Liga dos Estados Árabes, Lakhdar Brahimi, durante uma reunião em Mont-Pèlerin, na Suíça.

È preciso dizer que, a informação, traduzida ao idioma português, foi divulgada pela ONU Brasil , no dia 4 de março.

Ambos expressaram profunda frustração com o fracasso da comunidade internacional em agir com unidade para acabar com o conflito, lamentando que o Governo e as forças de oposição armadas tenham se tornado “cada vez mais irresponsáveis com a vida humana”, de acordo com informações do porta-voz de Ban Ki-moon.

Eles também enfatizaram a importância de assegurar a responsabilização pelos crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

Pelo menos 70 mil pessoas – a maioria civis – foram mortos desde o início do levante contra o presidente Bashar al-Assad, em março de 2011. Outras 900 mil pessoas fugiram para países vizinhos. Além disso, 2 milhões de pessoas foram deslocadas e mais de 4 milhões necessitam de assistência humanitária imediata.

Durante o encontro, Ban Ki-moon e Brahimi reafirmaram sua convicção de que a comunidade internacional deve manter o foco na busca de uma solução política para alcançar uma saída pacífica e democrática para a Síria, que proteja o direito de todas as suas comunidades.

Eles também discutiram as recentes declarações do Governo e da oposição indicando a disposição de dialogar e disseram que a ONU saudaria e estaria preparada para facilitar o diálogo entre uma delegação forte e representativa da oposição e uma delegação credível e com poderes do Governo sírio.

Saiba tudo sobre o conflito na Síria