François Hollande

François Hollande

Rio de Janeiro, Brasil.- O Presidente da França, François Hollande, receberá o prêmio pela paz Félix Houphouët Boigny, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), por sua valiosa contribuição para a paz e a estabilidade na África, anunciou a agência da ONU nesta quinta-feira (21).

Depois de avaliar os perigos e as repercussões da situação na África, em particular no Mali, bem como no resto do mundo, o júri apreciou a solidariedade mostrada pela França para os povos africanos”, disse o ex-presidente de Moçambique, Joaquim Chissano, que presidiu o júri da premiação.

É preciso dizer que a informação desta matéria, traduzida no idioma português, foi divulgada pela Organização das Nações Unida no Brasil, no dia 22 de fevereiro.

O norte do Mali foi ocupado por radicais islâmicos após o início dos combates entre as forças governamentais e os rebeldes tuaregues em janeiro de 2012. O conflito deslocou centenas de milhares de pessoas e levou o Governo do país africano a solicitar a assistência da França para deter o avanço militar de grupos extremistas.

O prêmio, criado em 1989 pela UNESCO, honra as pessoas, instituições e organizações que contribuíram significativamente para a promoção, investigação, preservação ou manutenção da paz. O nome é uma homenagem ao primeiro Presidente da Costa do Marfim. A data da cerimônia de premiação, que consiste em 150 mil dólares, uma medalha de ouro e um diploma, ainda será anunciada.

Entre os ganhadores anteriores estão o ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, Nelson Mandela e Frederik W. De Klerk, Yitzhak Rabin, Shimon Peres e Yasser Arafat, o Rei Juan Carlos da Espanha e o ex-Presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter.